Ultimas Notícias

Servidores param e deixam 10 mil contribuintes sem atendimento por dia

O Governo do Estado pontuou, em nota, que “não tem condições, neste momento, de conceder novos aumentos ao salário dos servidores do Detran".



Os servidores do Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran) entraram em greve nesta segunda-feira (11) e cerca de 10 mil atendimentos diários ficam paralisados nas 71 unidades do órgão.
O Detran possui cerca de 1 mil servidores em todo o Estado. A greve atinge unidades de todo o Estado mesmo com a determinação judicial de que 30% dos funcionários mantenham os serviços. A presidente da categoria informou que os servidores efetivos "cruzaram os braços".
“Cabe ao Governo a manutenção dos 30% dos serviços, não aos servidores. Por isso, a categoria está tranquila em relação a isso”, disse ela.
Os sindicalistas cobram a atualização da tabela salarial da categoria, que de acordo com a presidente do Sinetran (Sindicato dos Servidores do Detran), Daiane Renner, não é reajustada há seis anos.
O Governo pontuou, em nota, que destacou que o pedido feito pela categoria,  representaria um impacto no valor de R$ 138,1 milhões no orçamento anual do Estado. “não tem condições, neste momento, de conceder novos aumentos ao salário dos servidores do Detran. Entretanto, os esforços da equipe econômica e Casa Civil seguem no sentido de encontrar uma solução para a questão apresentada pelo sindicato da categoria”.
“O Governo do Estado esclarece que toda a margem de aumento foi consumida na negociação para o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA), construída em conjunto com os sindicatos e a Assembleia Legislativa. Além disso, o Estado continua fazendo novos cortes de gastos para manter o pagamento dos salários em dia, inclusive, pagando de forma integral todos os reajustes anuais dentro do planejamento apresentado aos servidores”, destacou a nota.
A assessoria de imprensa do Detran aguarda o final do dia para contabilizar o quantitativo de funcionários e serviços que deixaram de ser realizados. O órgão informou ainda que caso os servidores não cumpram a determinação legal, poderão ser acionados judicialmente.

Confira a íntegra da nota do Governo do Estado

Em meio à crise econômica que afeta as contas públicas em Mato Grosso, o Governo do Estado, não tem condições, neste momento, de conceder novos aumentos ao salário dos servidores do Detran. Entretanto, os esforços da equipe econômica e Casa Civil seguem no sentido de encontrar uma solução para a questão apresentada pelo sindicato da categoria.
O Governo do Estado esclarece que toda a margem de aumento foi consumida na negociação para o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA), construída em conjunto com os sindicatos e a Assembleia Legislativa. Além disso, o Estado continua fazendo novos cortes de gastos para manter o pagamento dos salários em dia, inclusive, pagando de forma integral todos os reajustes anuais dentro do planejamento apresentado aos servidores.
O Governo do Estado também apresentou à Assembleia Legislativa a PEC do Teto de Gastos, que possibilitará melhoria nas contas públicas estaduais, beneficiando também os servidores da administração.

Por fim, o Governo do Estado lamenta a greve dos servidores do Detran e destaca a disponibilidade de continuar as negociações com a categoria.


Fonte: Reporte MT com Portal Querenciano
Tecnologia do Blogger.