Ultimas Notícias

Mulher espera 1 ano por cirurgia e cisto chega a 10 kg; ela está na UTI

Empregada doméstica Nelci da Silva, 40, paciente da saúde pública de Cuiabá, esperou 1 ano pela retirada de um cisto que foi crescendo na barriga dela e neste tempo de espera chegou a pesar 10 quilos.

Na última quarta-feira (6), sentiu dores insuportáveis e foi levada às pressas para o Hospital Universitário Júlio Muller, onde passou por cirurgia de urgência, com risco de morte.
Houve complicações, pois o cisto rompeu durante a intervenção, atingindo pulmão, coração e rins. Ela está em estado grave num leito da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Júlio Muller.
O filho dela, Sérgio Murilo da Silva, 20, funcionário de empresa de produção de festas, explica que no posto de saúde do Santa Isabel, onde Nelci recebeu o diagnóstico médico, a informação era a de que ela estava na fila de espera e que estava tudo certo.
"Perguntamos várias vezes sobre quando seria a cirurgia, na agonia deste 1 ano de espera e a informação era sempre a de que estava tudo certinho e só agora fomos saber que ela não havia nem sido inserida na espera por cirurgia do SUS", lamenta o rapaz. "Meu medo agora é de perder minha mãe, que me criou sozinha. No mundo, somos só nós dois. Eu por ela e ela por mim".
Nelci é uma mulher baixa - de 1 metro e 60 centímetros - magra e à medida que o cisto crescia dava a impressão de que estava grávida, como compara o filho dela.
"Quando ela começou a sentir dor, eu fiquei muito assustado porque apareceu na face dela que a dor era insuportável. Ficou 3 dias sem comer, só reclamando de dor, dor, dor, até que não aguentou mais e fomos para o hospital", detalha o filho.
No hospital, o cirurgião informou que o caso era de cirurgia imediata mas que mesmo assim seria arriscado pelo tamanho que o cisto chegou.
"Estou dando muito antibiótico para ela reagir", relata o rapaz.

Sérgio Murilo denuncia o caso e pede providências para responsabilização pela negligência com a mãe dele
Tecnologia do Blogger.