Ultimas Notícias

Hollywood mostra explorador que desapareceu no Vale do Araguaia

Mais um capítulo na história do Vale do Araguaia, agora contado através de uma grande produção internacional


Estreou nos cinemas brasileiros no dia 1º de junho e já está disponível em DVD o filme "A cidade perdida de Z", do diretor James Grey (Os Donos da Noite) inspirado no livro de não-ficção de David Grann, com os astros Charlie Hunnam, Robert Pattinson (de Crepúsculo) e Sienna Miller e que conta a história de um explorador britânico que desapareceu na mata brasileira em 1925.


O coronel Percy Harrison Fawcett nasceu em Torquay na Inglaterra, em 15 de agosto de 1867 e foi um famoso arqueólogo e explorador britânico que desapareceu aos 58 anos ao organizar uma expedição para procurar por uma civilização perdida na Serra do Roncador, além de Barra do Garças, no estado do Mato Grosso.
Fawcett formulou teorias de uma cidade chamada “Z”, em 1912. Seus pensamentos foram alimentados, em parte, pela redescoberta da cidade inca perdida de Machu Picchu, em 1911. Durante suas viagens, Fawcett também ouviu rumores de uma cidade secreta, nas selvas do Chile, que teria ruas pavimentadas em prata e telhados feitos de ouro.

Depois de duas tentativas em vão em busca da cidade “Z”, Fawcett decidiu fazer uma ousada jornada, em abril de 1925. No dia 29 de maio daquele ano, ele e sua equipe formada por seu amigo Raleigh Rimell, seu filho mais velho Jack, de 22 anos e dois trabalhadores brasileiros, chegaram à beira de um território inexplorado, olhando para selvas que nenhum estrangeiro jamais havia visto.
Ele explicou, em uma carta, que haviam atravessando o Alto Xingu, afluente do rio Amazonas e tinham enviado seus companheiros brasileiros de volta. Os exploradores chegaram a um lugar chamado Campo do Cavalo Morto, onde Fawcett enviou despachos por cinco meses e, após o quinto mês, eles pararam.
Em seu despacho final, Fawcett enviou uma mensagem para sua esposa Nina e proclamou "Esperamos atravessar esta região em poucos dias (...) Nós não podemos temer qualquer falha." Apesar de inúmeras missões de resgate, eles nunca foram encontrados.
O famoso explorador extrangeiro ganhou uma estatua em Barra do Garças na Praça Nossa Senhora Aparecida, também conhecida como Praça da Atriz, reformada e reinugurada em 30 de maio de 2014


Tecnologia do Blogger.